terça-feira, 1 de novembro de 2016

Mais um Romance

Amanhã mais um desafio literário começará na minha vida. É um evento global de escritores do mundo todo que escreverão mais de 50.000 palavras de suas histórias durante o mês de novembro. Cada dia registrarão a quantidade de palavras elaboradas, e talvez morram de tédio por faltar célula dramática em seus enredos. É, eu sei o que é isso.
Há um ano atrás participei do mesmo evento e registrei 66.000 palavras e ainda não conclui a história. Entrei num parafuso louco e criei uma marionete desengonçada que precisa de reajustes para que se torne uma invenção de Hugo Cabret. Não desisti do projeto, claro, mas as ideias vibrantes para outros textos surgem dia a dia, como um ser que vai te seguindo clamando para que exista.
E eis um projeto novo me veio à mente, porque não, de tirar uma das minhas cartas na manga literária. Ideia pousada na pasta, de vez em quando matutada sobre a história de um músico. O início da ideia e os primeiros parágrafos já havia esboçado, dando o tom da voz do protagonista. Fui maquiando com o tempo, não esbocei mais o enredo, mas a ideia pairava dentro de mim. Talvez não houvesse começado por medo ou preguiça. Os encaixes da trama que não poderiam ser minguadas e muitos personagens precisariam ser firmes e fortes como o protagonista. Dei à minha criatura um nome que é tão vivo que aquele que ler acreditará que ele existiu.
Abertas algumas coisas, eis o romance quase histórico. Não sei muito sobre esse cenário da minha história, mas tenho uma grande imaginação criada por Deus. Espero Nele que essa história boa, por mais fictícia, torne-se realidade.
Vandressa Holanda Gefali
Direto desta geração

Nenhum comentário: