domingo, 21 de outubro de 2012

Os amigos dos dez anos

Certa feita um grupo de uns 25 adolescentes tiraram uma foto marcante num acampamento que era intitulado mais ou menos assim: Como você estará daqui a dez anos?
Seis anos se passaram e cinco jovens daqueles tantos estavam no mesmo local daquele evento e relembrando jovens que não estão mais na Presença de Deus, muitos estropiados por causa de suas escolhas, e poucos que perseveraram e hoje choram a ausência desses outros.
Há dez anos, ou um pouco mais, estive relembrando dos velhos jovens que um dia viram a manifestação de Deus comigo, e que tinham promessas incríveis! Hoje, muitos deles estão fora da vontade de Deus, agradando seus próprios egos, muitos sem forças para voltar aos caminhos do Senhor. Por esses dias vi algumas dessas pessoas voltando à Presença de Deus, e caindo opressas, sendo libertas, atrasadas demais para aquilo que eram para elas serem hoje.
Quando penso e olho tal problema, oro a Deus para que me mantenha de pé. Ele não me Fez para estacionar, fez-me para correr. Não consigo me ver longe daquilo que Ele quer que eu esteja vivendo, de uma plenitude no Espírito Santo ainda maior.
A minha esperança para essa nova geração (pois me tornei veterana) é que todos prevaleçam até o fim. Não quero ninguém chorando mais. Anseio ver sorrisos de vitórias, cânticos e danças porque até onde chegaremos, Deus nos ajudou. Pelo que não quero ver os meus queridos perdidos nas trincheiras de campanha, antes, ver que o caminho da eternidade e dos propósitos de Deus aqui na terra estão se cumprindo.
Não paremos. Vamos juntos até os próximos dez anos.

Vandressa Holanda Gefali
Direto desta geração.